Ads 468x60px

Ciência e tecnologia

Google põe obstáculos à bisbilhotagem eletrônica feita por governos

CLAIRE CAIN MILLER
DO "NEW YORK TIMES"
Se um governo deseja dar uma espiadela na sua conta de e-mail, é surpreendentemente fácil - na maior parte do tempo, sequer exige o consentimento judicial.
Isso é o problema, de acordo com o Google, que afirma ter recebido 21.389 solicitações de informações sobre 33.634 usuários na segunda metade do ano passado, um aumento de 70% em três anos. O Google entregou dados pessoais em dois terços desses casos.
Paul Sakuma - 12.abr.12/Associated Press
Pessoas passam de bicicleta em frente à sede do Google em Mountain View (Califórnia); empresa confronta governos que pedem dados pessoais
Pessoas passam de bicicleta em frente à sede do Google em Mountain View (Califórnia); empresa confronta governos
A imensa maioria das solicitações veio do governo dos Estados Unidos. Nos últimos seis meses, funcionários públicos dos EUA fizeram 8.438 solicitações de dados, e o Google consentiu com pelo menos parte dos pedidos em 88% das vezes. (Numa delas, muito provavelmente, foi para acessar a conta de Gmail de Paula Broadwell, o que basicamente revelou seu "affair" com David H. Petraeus, diretor da CIA.)
Para marcar o Dia da Privacidade de Dados na segunda-feira (feriado nos EUA que, sem dúvida, você realçou no calendário em antecipação ávida), o Google está tentando ajuntar apoio contra o acesso amplo de governos a dados on-line pessoais.
"Nós queremos garantir que estamos conduzindo nossas responsabilidades de maneira séria, protegendo as informações dos nossos usuários e sendo transparentes quanto a isso", declarou o diretor jurídico do Google, David Drummond, em uma entrevista rara.
"Queremos que as pessoas saibam o que nós não estamos passando por cima, mas estamos nos direcionando para ter certeza que os governos ao redor do mundo sigam padrões e façam isso de uma maneira razoável que seja satisfatória a ambas as partes", acrescentou ele.
O cerne do problema é uma lei que garante mais proteção a um pedaço de papel na sua mesa do que a um e-mail armazenado on-line. O Ato de Privacidade das Comunicações Eletrônicas foi sancionado em 1986, anos antes da difusão de uso do e-mail e do armazenamento em nuvem, ou da invenção das redes sociais.
"Pessoas provavelmente supõem que todas as suas comunicações, seja em cartas físicas ou telefonemas ou e-mails, são protegidas pela Quarta Emenda e que a políciavai a juízo pedir uma autorização", diz Trevor Timm, advogado de privacidade que estuda vigilância no Electronic Frontier Foundation, organização que trabalha pela liberdade em rede. "De fato, não é esse o caso."
Por exemplo, a lei diz que a polícia não precisa de um mandato de busca, que exige um juiz concordando que há uma causa provável, para ler mensagens de e-mail que têm mais de 180 dias.
Espera-se que o Congresso considere emendas à lei de 1986 ainda neste ano. Enquanto isso, a administração Obama tem empurrado a companhias de internet para facilitar o grampo digital.
Nos Estados Unidos, 68% das solicitações sobre informações de usuários do Google vieram na forma de intimações, que não exigem aprovação de um juiz. O resto são mandatos de busca ou outros tipos de ordem judicial.
O Google disse que vem brigando contra o uso generalizado de intimações pela exigência de mandatos de busca para dados pessoais detalhados - além de coisas como o nome de usuário, localização, número de telefone e o tempo em que o e-mail foi enviado - mesmo se a lei afirma que uma intimação é suficiente.
Em uma cartilha publicada na segunda-feira, o Google diz que exige um mandato de busca para compartilhar mensagens de e-mail, vídeos do YouTube privados, mensagens de voz armazenadas ou mensagens de texto no Google Voice e posts privados no Blogger.
Embora o Google tenha se esforçado ao longo dos anos para ganhar a confiança dos usuários para manipular dados pessoais, a companhia tem se sobressaído nos esforços para proteger usuários contra as solicitações de dados feitas por governos.
"O Google tem sido um tipo de pioneiro", diz.
Desde 2010, quando publicou o seu relatório de transparência, o Google esboça o número de solicitações governamentais que recebe para dados de usuários ou para remover conteúdo da internet. Companhias que incluem o Twitter, que emprega muitos advogados remanescentes do Google, tem seguido a diretriz. Drummond diz que deseja que outras companhias de internet façam o mesmo também.
O Google diz que escrutina cada solicitação de governo, estreita o escopo se possível e notifica usuários sobre a solicitação, caso isso não seja proibido pela lei.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/1222328-google-poe-obstaculos-a-bisbilhotagem-eletronica-feita-por-governos.shtml


A Comissão Europeia vai conceder um total de 2 bilhões de euros (cerca de R$ 5,4 bi) para pesquisas sobre o cérebro humano e para a "maravilha material" grafeno.
O grafeno tem sido visto como um substituto potencial para o silício em dispositivos eletrônicos.


O grafeno tem sido visto como um substituto potencial para o silício em dispositivos eletrônicos.
O financiamento será distribuído ao longo de 10 anos, com mais de metade proveniente de fundos de pesquisa da Comissão.
O resto viráde países membros da UE e do setor privado.
Os destinatários - o Projeto Cérebro Humano e o estudo do grafeno - foram escolhidos entre 21 projetos avaliados desde julho de 2010.
Os projetos envolvem numerosos institutos acadêmicos de toda a Europa.


 

Anonymous celebra 5 de novembro com ataques por toda a internet

Comemoração ao dia da revolta de Guy Fawkes inclui derrubada do ImageShack e roubo de senhas do PayPal.
Anonymous celebra 5 de novembro com ataques por toda a internet(Fonte da imagem: Reprodução/Bloomberg)


“Remember, remember, the 5thof November” (algo como “Lembre-se, lembre-se do dia 5 de novembro”). Você provavelmente já ouviu essa frase, que ficou famosa por aparecer na série de quadrinhos (e depois no filme) “V de Vingança” – mas ela existe faz muito tempo e se refere a algo bem anterior: a chamada Conspiração da Pólvora, quando um grupo que incluía o especialista em explosivos Guy Fawkes tentou assassinar sem sucesso o rei Jaime I, da Inglaterra, em 1605.


Hoje é 5 de novembro de novo e, como parte das “comemorações” do dia, o grupo Anonymous(que adotou uma máscara de Fawkes como símbolo) resolveu fazer uma série de protestos que envolve derrubar ou invadir sites poderosos ou governamentais.


Segundo divulgações vindas do próprio grupo, o principal alvo teria sido o sistema de pagamentos PayPal: 28 mil senhas teriam sido roubadas, apesar das negações do serviço de que houve invasão. Outras vítimas tiveram páginas tiradas do ar, como o site de fotos ImageShack, a rede NBC, a empresa Symantec, o banco argentino CajaPopular e outros sites que pertencem a países como Turquia e Austrália.


No momento, a maioria das páginas hackeadas já voltou ao normal. O Anonymous já havia divulgado previamente que pretendia realizar uma série de protestos para que o 5 de novembro não fosse esquecido este ano.



Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/ataque-hacker/32290-anonymous-celebra-5-de-novembro-com-ataques-por-toda-a-internet.htm#ixzz2BXt8aPjj



Ataques de hackers a bancos podem causar “papelão” na Copa, dizem especialistas



Anonymous derrubou sites financeiros ontem e promete mais ações











Pu








Os hackers do Anonymous Brasil reivindicaram a autoria dos ataques que deixaram temporariamente fora do ar algumas páginas de instituições financeiras na internet. Segundo especialistas, as ações evidenciam a fragilidade das páginas e a “falsa segurança” que os internautas sentem ao acessá-las.


Ao longo da terça-feira (30), sites do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e os portais de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) de oito Estados ficaram offline, conforme publicação do Anonymous em seus perfis nas redes sociais.


Nesta quarta-feira (31), eles prometeram dar continuidade à #OpWeekPayment - part 2, voltando a atacar o serviço de NF-e e planejam tirar do ar o internet banking de outros bancos.


Em entrevista exclusiva concedida ao R7 na terça, um dos hackers explicou a motivação dessas ações.


— Serão cinco dias de ataques, que começam na terça-feira. Escolhemos essa data, pois é semana de pagamento e a população só reflete quando a coisa toca no bolso. Quando fazemos protesto, ninguém nota, não tem impacto. Assim fazemos o povo começar a se interessar mais por política e corrupção. É a maneira que encontramos de incomodar as pessoas.


Para Luiz Cezar Pena, professor de Redes e Infraestrutura do Senac, a questão vai mais além, pois está relacionada à vulnerabilidade de sites públicos.


— Vejo estes ataques como uma manifestação tentando mostrar que algo está errado. Por oferecerem serviços essenciais, sites dos bancos, da Nota Fiscal Eletrônica e da Secretaria da Fazenda não deveriam ser vulneráveis assim. Vejo que ainda há falta de investimento em segurança — não só em hardware, mas em pessoas qualificadas para lidar com isso.


Para Pena, a partir do momento que estas instituições oferecem serviços online, como internet banking e emissão de nota fiscal, a população pressupõe que está navegando em um ambiente seguro, mas que na verdade "é um serviço falho".


— Temos Copa e Olimpíada chegando no País. Imagine se serviços de compra de ingresso saiam do ar, por exemplo. Como ficará a imagem do Brasil diante disso? Se o governo está desenvolvendo alguma tecnologia, isso não está sendo divulgado. Julgo que, por esses ataques, não há investimento em segurança.


Já o advogado especialista em direito digital, Victor Haikal, acredita que um site mal construído pode ser muito mais perigoso para os usuários:


— Uma página que oferece falha de segurança, como acesso às informações [como nome, endereço, CPF] das pessoas cadastradas, é muito mais perigoso do que qualquer ataque hacker, pois nem precisa deste invasor para deixar os dados expostos.
Victor Haikal ainda nota vários tipos de motivação para ocorrer um ataque de hacker, como os ocorridos nesta semana, e classifica o Anonymous como hackativismo.


— Há o hacker cuja motivação é ganhar dinheiro através de meios ilícitos. Outros atacam sites sem motivo, apenas para chamar atenção. Alguns são terroristas, pois invadem servidores que controlam a distribuição de energia. E existem os hackativistas, que têm motivação política para atacar uma página do governo ou de instituições financeiras, de acordo com sua ideologia. Por entender que os bancos ganham desproporcionalmente mais do que o resto da sociedade, estes sites são alvos constantes de hackativistas.


*Gabriela Araújo, do R7.





ESTUDO DE PARTÍCULAS QUÂNTICAS GANHA PRÊMIO NOBEL DE FÍSICA








O Prêmio Nobel de Física deste ano agraciou dois pesquisadores que apresentaram novos métodos experimentais para a medição e a manipulação de partículas quânticas individuais. Nesta terça-feira, foram anunciados os vencedores: o francês Serge Haroche e o norte-americano David Wineland, ambos com 68 anos de idade.


Os dois têm se dedicado ao estudo da interação entre a luz e a matéria, a ponto de conseguir observar uma partícula sem a destruir, fato até então considerado um verdadeiro desafio. Wineland desenvolveu um método para captar íons – átomos carregados - e medi-los com luz, enquanto Haroche controlou e mediu fótons, partículas que formam a luz.






Fonte:http://seuhistory.com/noticias.html





DESCOBERTO EXOPLANETA “GÊMEO DA TERRA” NO SISTEMA ALFA CENTAURI





18 de outubro de 2012








Um exoplaneta considerado “gêmeo da Terra na vizinhança imediata do Sol” foi descoberto por uma equipe de astrônomos do Observatório Europeu (ESO) esta semana. Com massa um pouco maior do que a do nosso planeta, ele orbita uma estrela no sistema Alfa Centauri.


O exoplaneta foi detectado pelo instrumento Harps, do Observatório La Silla, no norte do Chile. De acordo com os astrônomos, este “gêmeo da Terra” orbita muito próximo de sua estrela, o que o torna quente demais para abrigar a vida da maneira como conhecemos.


Contudo, outros planetas ainda desconhecidos pelos pesquisadores podem também fazer parte do sistema. As observações de mais de quatro anos desse exoplaneta mostram que ele orbita Alfa Centauri B a cada 3,2 dias.


Este sistema é o mais próximo do nosso Sistema Solar, a 4,3 anos-luz de distância. Tratam-se de duas estrelas similares ao Sol - Alfa Centauri A e B -, e uma estrela vermelha mais distante, conhecida como Próxima Centauri.


Fonte:http://seuhistory.com/noticias.html


Bill Gates fala do novo Windows









Afastado desde 2006 de cargos executivos na Microsoft, o cofundador da empresa, Bill Gates, deu sua primeira entrevista sobre o Windows 8, nova versão do sistema operacional da empresa que será lançado na próxima quinta-feira (28). Gates, que se dedica à filantropia desde sua aposentadoria, disse que o produto é “absolutamente crítico” e um “grande passo”. “É a chave para onde a computação pessoal está caminhando”, destacou.


Em entrevista a Steve Clayton, do blog “Next at Microsoft", publicada nesta segunda (22), Gates frisou a importância do novo sistema operacional da Microsoft, que segundo ele levará o Windows ao “mundo do toque e dos dispositivos de baixo consumo de energia”. “É uma grande atualização do uso normal do Windows, mas a ideia da loja, da interface de usuário mais rica ... é um grande passo. É a chave para onde a computação pessoal está caminhando”, disse.


O objetivo, disse o ex-diretor-executivo da Microsoft, é que a plataforma móvel e para desktop se integrem até virarem um único sistema. “Estamos compartilhando [recursos] entre o Windows 8 Phone [sic] e o Windows 8; compartilhando a interface do usuários, algumas ferramentas de desenvolvimento e, com o passar do tempo, vamos fazer isso cada vez mais, evoluindo para, literalmente, serem uma única plataforma”, afirmou.


Fonte:http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2012/10/22/e-uma-grande-atualizacao-do-uso-normal-do-windows-8-diz-gates-sobre-o-novo-sistema.htm

1 comentários: